pharmacevtica

Pharmacevtica nº 70

Assim te apresentamos a Pharmacevtica nº70 para leres as vezes que quiseres.
Agora já podes ler a tua revista em qualquer dispositivo digital!

Futurália

Não há dois futuros iguais. Escolhe o teu

Realiza-se nos dias 14 a 17 de março, na Feira Internacional de Lisboa (FIL), a 11ª edição da Futurália, a maior feira de educação e formação do país, cuja edição anterior contou com mais de 79.000 visitantes, 530 empresas e entidades e 21 países representados.

 

“Não há dois Futuros iguais. Escolhe o teu.” é o mote da Futurália 2018, que é, como em anos anteriores, destinada maioritariamente a alunos do ensino secundário com interesse em ingressar no ensino superior e que fazem a sua visita de forma independente ou com as suas escolas. Contudo, este ano apresenta algumas novidades destinadas a recém-licenciados, desempregados ou a quem pretenda simplesmente mudar de carreira, num espaço destinado à empregabilidade.

 

A nossa faculdade, como já é costume, encontra-se representada na forma de uma “farmácia simulada” situada numa área que reúne toda a Universidade de Lisboa com atividades para os visitantes, tais como, uma experiência química e um quiz com perguntas sobre temas da área da saúde abordados em várias unidades curriculares.

 

A Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa conta anualmente com 220 vagas para o Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, sendo que o mesmo tem a duração de 5 anos e confere uma vasta gama de conhecimentos científicos ligados ao medicamento com inúmeras saídas profissionais em várias áreas:

 

  • Segundo a Ordem dos Farmacêuticos, mais de metade dos farmacêuticos portugueses trabalham na área da Farmácia Comunitária, um espaço que está na primeira linha dos cuidados de saúde, sendo vital no acompanhamento do doente, prevenção e deteção precoce da doença e promoção de uma vida saudável.

 

  • As Análises Clínicas são a segunda área profissional com maior número de farmacêuticos em exercício, podendo atuar em áreas como microbiologia, hematologia, bioquímica, imunologia e até genética.

 

  • Existe uma Farmácia Hospitalar em cada hospital,  que está diretamente envolvida na aquisição e boa gestão dos medicamentos e na sua preparação e distribuição pela unidade hospitalar, sendo ainda responsável pela administração de medicamentos experimentais.

 

  • A Indústria Farmacêutica existe graças a numerosos avanços tecnológicos que permitiram a industrialização da produção de medicamentos. Este processo envolve várias fases, que vão desde a pesquisa microscópica à produção em massa sendo a supervisão farmacêutica necessária durante todo este processo. Integra as áreas de Ensaios Clínicos, Controlo de Qualidade, Farmacovigilância, entre outras.

 

  • A área da Investigação Científica tem crescido exponencialmente em Portugal nos últimos anos, sendo um motor de inovação farmacêutica bastante importante na descoberta e desenvolvimento de novos medicamentos. Existem cada vez mais centros de investigação e apoios para os mesmos, que permitem descobrir novas substâncias com benefício para a saúde humana que poderão vir a ser essenciais para colmatar lacunas na prática clínica.

 

  • A Distribuição Farmacêutica desempenha um papel fundamental na política de saúde pública nacional, tendo uma posição central no circuito dos produtos farmacêuticos que garante o acesso atempado aos medicamentos e produtos de saúde por parte das farmácias, outras unidades de saúde e, por consequência, de todos os portugueses.

 

  • Abrange ainda diversas áreas que englobam os Assuntos Regulamentares, a Cosmética, o Ensino, o Marketing Farmacêutico, a Indústria Alimentar, as Análises Toxicológicas, entre muitas outras.

 

A representação da FFULisboa conta com a presença de alunos da faculdade que se disponibilizam para fazer esta divulgação e partilhar a sua experiência.

Futuralia