Dia Mundial sem Tabaco

Por: Rita Ferreira da Cunha

Frases como “Fumar mata” e “Fumar prejudica a sua saúde e a dos que o rodeiam” aliadas a imagens de pessoas doentes e incapacitadas fazem parte do dia-a-dia de um fumador em Portugal, mas nem por isso impedem a continuação do consumo.  Estima-se que no ano de 2016, o tabaco tenha sido responsável pela morte de 2100 pessoas, por doenças cérebro-vasculares e que globalmente mate cerca de 7 milhões de pessoas por ano, das quais 900.000 são fumadoras passivas.

O hábito de fumar está enraizado na nossa sociedade há várias décadas, e é desde sempre um hábito perigoso: há 50 anos porque poderia eventualmente tornar-se num vício, hoje porque é sem dúvida, um vício fatal, não só para quem fuma, mas também para quem é exposto passivamente ao fumo do tabaco.  Hoje sabemos que o tabagismo é responsável por 80% dos casos de bronquite crónica e doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), que as doenças cardiovasculares são 2 a 4 vezes mais frequentes em indivíduos fumadores e que o tabaco é a segunda maior causa de doença cardiovascular, depois da hipertensão arterial.

Se por um lado, as vendas de cigarros tendem a diminuir nos últimos anos, aumentou o consumo de produtos de tabaco aquecido (PTA), conhecidos como uma alternativa viável para fumadores por ser menos nociva do que o cigarro clássico. No entanto, não existe consenso neste aspeto, dado que foram encontradas em PTA, substâncias tóxicas que provocam os mesmos danos que os cigarros, além de que o uso de PTA pode desencorajar os doentes a deixar de fumar.

Além de prejudicar a saúde individual dos seus consumidores, fumar prejudica também gravemente o ambiente. Cada cigarro contém cerca de 7 mil substâncias tóxicas que ao serem lançadas ao chão na forma de uma beata, contaminam a atmosfera, os solos, os mares e os rios. Todos os dias são lançados ao solo milhares de cigarros que são equiparados à pegada ecológica de países inteiros, e que comprometem a nossa saúde e a das gerações futuras.

Por todas estas razões assinala-se, todos os anos, no dia 31 de maio, o Dia Mundial sem Tabaco, este ano focado no tema: “O tabaco e a saúde dos pulmões”. Para garantir mais saúde para todos, e o futuro das próximas gerações, não esqueçamos nem este dia, nem a epidemia fatal do tabaco.  

The following two tabs change content below.

DDM